Placas dos carros oficiais poderão mudar de cor

Notícias - Direito do Trânsito - Domingo, 20 de novembro de 2005

O Projeto de Lei 5957/05, apresentado em setembro pela deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), determina que os veículos oficiais da União, do Distrito Federal, dos estados e dos municípios serão identificados com placas verdes. Segundo a autora da proposta, o objetivo é permitir uma fiscalização mais eficiente dos abusos cometidos pelos usuários de carros oficiais.

Confusão de cores
Conforme lembra a deputada, os automóveis particulares tinham placas amarelas até o início dos anos 90. Assim, era fácil diferenciá-los dos oficiais - que já circulavam com as conhecidas chapas brancas.

Porém, a situação ficou mais confusa depois que os carros particulares passaram a ter placas de cor cinza. Isso porque muitos veículos oficiais também passaram a ter as placas cinzas, enquanto outros mantiveram as chapas brancas. "Com essa grande semelhança entre as cores das chapas de todos os tipos de veículos, passou a haver uma série de abusos, pois os carros oficiais agora transitam quase despercebidos", afirma Perpétua Almeida. "Assim, é mais difícil evitar que eles sejam usados em locais e horários impróprios ou para fins estranhos ao interesse público", acrescenta.

Casos especiais
Se a proposta for aprovada, haverá um prazo de 180 dias para o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e os Departamentos de Trânsito (Detrans) promoverem as adaptações.

Mas o presidente da República, os ministros de Estado, os presidentes da Câmara e do Senado e os ministros do Supremo Tribunal Federal continuarão usando as tradicionais placas nas cores verde e amarela (que são as predominantes na Bandeira Nacional). Esse direito é assegurado pelo Código de Trânsito Brasileiro.

Prestadores de serviços
O projeto determina, também, que os automóveis particulares a serviço temporário do governo federal precisarão ter uma identificação externa (o nome, a sigla ou o logotipo do órgão ao qual o carro estiver cedido). "Dessa forma, a sociedade poderá fiscalizar o uso desses veículos em benefício pessoal de agentes públicos", explica Perpétua Almeida.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo nas comissões, será apreciada pelas comissões de Viação e Transportes e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Aluguel de garagem para estranhos em edifício pode ser vetado

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6073/05, do Senado Federal, que impede o aluguel de garagens de edifícios residenciais e comerciais para...

Pobres poderão ter permissão para tirar passaporte gratuitamente

Quem se declarar pobre e puder confirmar essa condição poderá tirar passaporte gratuitamente, caso a Câmara aprove o Projeto de Lei 5934/05, do...

Parlamentar cassado pode ficar sem aposentadoria

O parlamentar cassado ou que tenha renunciado ao mandato ficará proibido de receber aposentadoria ou qualquer benefício previdenciário se for...

Devedor de débitos e multas judiciais pode ter inelegibilidade

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 535/97, do...

Atribuições das polícias militar e civil pode ser unificadas

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a unificação das competências das polícias Civil e Militar. A medida,...

Jovem empregado poderá ser dispensado do serviço militar

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5953/05, do deputado Walter Barelli (PSDB-SP), que faculta a dispensa dos alistados no serviço militar que...

Hidropirataria pode se tornar crime

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável analisa o Projeto de Lei 5104/05. De autoria da deputada Ann Pontes (PMDB-PA), a proposta...

Código Civil pode ter alteração em 188 artigos para beneficiar consumidor

A Comissão de Defesa do Consumidor analisa o Projeto de Lei 6960/02, do deputado Ricardo Fiúza (PP-PE), que modifica 188 artigos do Código Civil....

Câmara analisa quatro projetos de lei de reforma processual trabalhista

Quatro projetos de lei de reforma processual trabalhista podem ser votados amanhã na reunião ordinária da Comissão de Trabalho, de...

Idade mínima do trabalhador menor pode aumentar de 14 para 16 anos

A Comissão de Seguridade Social e Família analisa o Projeto de Lei 3835/04, do Senado, que aumenta de 14 para 16 anos a idade mínima para o...

Temas relacionados

Notícias

Direito do Trânsito

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade