Demissão sumária de policial acusado de tortura pode ser proibida

Notícias - Direito Penal - Quinta-feira, 28 de julho de 2005

A Câmara vai analisar o Projeto de Lei 5637/05, do deputado Alberto Fraga (PFL-DF), que proíbe a demissão sumária de policial condenado por prática de tortura.

Pela proposta, que altera a Lei 9455/97 (Lei da Tortura), o órgão público em que o policial estiver lotado deverá instaurar processo administrativo disciplinar para avaliar a permanência do servidor ou a perda do cargo.

Atualmente, condenados por crime de tortura recebem pena de reclusão que varia de dois a oito anos. Se o réu é policial, a pena é acrescida de 1/6 a 1/3 e o profissional é automaticamente demitido.

Ao lembrar que os policiais brasileiros trabalham sob grande pressão e recebem baixos salários, Alberto Fraga afirma que o processo administrativo disciplinar é mais justo que a demissão sumária nos casos de suspeita de tortura, pois leva em conta as condições de trabalho desses agentes públicos.

Sujeito à análise em caráter conclusivo, o projeto será apreciado pelas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Matérias relacionadas

Contas poderão ser parceladas sem interrupção do serviço

Os consumidores brasileiros poderão parcelar as contas de água, luz e telefone sem a interrupção dos serviços se o Congresso Nacional aprovar o...

Empresa que fraudar combustível pode ser retirada do mercado

A Câmara analisa projeto de lei (PL 5582/05) que torna mais rigorosa a punição de empresas condenadas por adulteração de combustível. A...

Bungee jump pode virar contravenção penal

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5592/05, do deputado João Paulo Gomes da Silva (PL-MG), que transforma em contravenção penal a prática do...

Saque do FGTS pode ser permitido para casamento

A Câmara analisa o Projeto de Lei 5647/05, do deputado Marcus Vicente (PTB-ES), que inclui o casamento na lista de situações nas quais é...

Aposentadoria de portador de deficiência pode ser facilitada

O tempo de contribuição dos portadores de deficiência que desejem se aposentar poderá ser reduzido em dez anos nos casos de deficiência grave;...

Uso de letras grandes em bulas pode ser obrigatório

A leitura das bulas de remédios poderá ficar mais fácil, caso o Projeto de Lei 5504/05 seja aprovado pelo Congresso. A proposta, do senador Romeu...

SUS poderá oferecer montaria em cavalos a deficientes

A equoterapia – método terapêutico que utiliza montaria em cavalos – poderá passar a integrar as atividades do Sistema Único de Saúde (SUS)...

Empréstimos com desconto em folha podem acabar

Os empréstimos consignados em folha de pagamento de trabalhadores empregados sob o regime da CLT e de beneficiários do INSS podem chegar ao fim, se...

Advertências podem ser obrigatórias em sacolas de supermercados

As sacolas plásticas fornecidas em supermercados, farmácias, livrarias e outros estabelecimentos deverão conter rótulo que detalhe suas...

Fator previdenciário pode levar baixa renda em conta

O fator previdenciário, usado para o cálculo das aposentadorias regidas pelo Regime Geral de Previdência Social, poderá levar em conta diferentes...

Temas relacionados

Notícias

Direito Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade