Diciona

Ministério defende projeto sobre porte de armas no campo

Notícias - Direito Penal - Terça-feira, 4 de Outubro de 2005

O chefe do Serviço Nacional de Armas da Polícia Federal, Fernando Segovia, afirmou que o Ministério da Justiça é favorável ao Projeto de Lei 5053/05, do deputado Sérgio Caiado (PP-GO), que permite o porte de arma para os residentes em áreas rurais. Segovia respondeu à pergunta feita pelo presidente da União Democrática Ruralista, Luiz Antonio Garcia, que quis saber a posição do governo sobre o assunto. Os dois participaram do seminário "Porte de Arma - Alterações do Estatuto do Desarmamento e de Legislação Própria", encerrado há pouco.

Segundo Garcia, os produtores rurais estão muito preocupados com a votação do referendo sobre a proibição do comércio de armas e munição no País. Eles têm medo de não poder mais manter suas armas.

Na opinião do representante ruralista, o próprio Estatuto do Desarmamento (Lei 10826/03) já estabelece regras bastante rígidas para o porte de armas. Por outro lado, ele lembrou que grande parte das propriedades rurais não têm meios de comunicação e estão distantes da ação dos órgãos policiais.

O deputado Josias Quintal (PMDB-RJ), um dos coordenadores do seminário, concorda que o estatuto já estabelece regras rígidas. Aliás, essas regras, segundo ele, permitiram um avanço no controle de armas no País. "Vivemos um momento ideal. Novas regras serão exagero", disse.






Todos os direitos reservados

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização

Política de Privacidade | Editorial | Contato