Juízo de 1º grau é competente para julgar ex-vereador

Julgados - Direito Processual Penal - Quarta-feira, 5 de outubro de 2005

Em decisão unânime, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deferiu o pedido do ex-vereador Deusdemes Lopes Guimarães para remeter ao juízo de 1º grau a ação penal instaurada contra ele no Tribunal de Justiça do Piauí.

O relator do processo, ministro Gilson Dipp, destacou que, na sessão de julgamento de 15/9/2005, o Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria, julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 2.797, para declarar a inconstitucionalidade da Lei nº 10.628/2002, que acresceu os parágrafos primeiro e segundo ao artigo 84 do Código de Processo Penal.

"Nesse contexto, evidenciado o término do mandado de vereador do paciente, verifica-se a incompetência do Tribunal de Justiça do Piauí para processar e julgar a ação penal contra ele instaurada", disse o ministro.

Matérias relacionadas

Negado habeas-corpus a delegado suspeito de corrupção passiva

O delegado de Polícia Francisco de Assis Barreiro Crisanto teve o seu pedido de habeas-corpus indeferido, à unanimidade, pela Quinta Turma do...

Validada nomeação à Polícia Civil de inabilitado na investigação social

Sendo o ato de nomeação ato discricionário, gera direitos para o nomeado, não podendo, pois, ser desconstituído sem o devido processo legal. Com...

Condômino deve provar cerceamento a seu direito para cobrar aluguel

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), à unanimidade, confirmou decisão da Terceira Turma que considerou inviável a posterior...

Penhora de crédito durante execução provisória é admitida pelo TST

A Subseção de Dissídios Individuais 2 (SDI-2) do Tribunal Superior do Trabalho negou pedido da Telemar –Telecomunicações de Sergipe S.A. para...

Bancária é multada por litigância de má-fé após pleitear verba já recebida

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a multa por litigância de má-fé imposta a uma bancária que cobrou judicialmente do...

Pais e médicos autorizados a interromper gravidez de feto anencéfalo

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul autorizou uma mãe e seu marido, e os médicos que os acompanham, a decidirem...

Policiais militares condenados por espacamento e homicídio de policial civil

A Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve a condenação dos policias militares A.N.S., J.A.S., F.N.M.S. e J.C.A.R...

Operadora OI é condenada em R$ 10 mil por celular clonado

A 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou, por unanimidade, a companhia de telefonia OI TNL a pagar R$ 10 mil de danos...

Trabalhador que é humilhado sem reclamar, não perdoou

Para a 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), o empregado que não reclama ao ser humilhado, não necessariamente...

Se é pago para jogar, atleta não é amador

Para os juízes da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), se o atleta é contratado para treinar e jogar pela...

Temas relacionados

Julgados

Direito Processual Penal

Outras matérias

Todas as matérias organizadas por assunto


Central Jurídica

Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Política de Privacidade